A professora e poetisa EVA GRAÇA BRITO é uma das autoras da antologia VOZES FEMININAS, que será lançada no RIO DE JANEIRO, em 08 de março – DIA INTERNACIONAL DA MULHER

0

O lançamento da antologia VOZES FEMININAS será promovido pela LITERARTE, Associação Internacional de Escritores e Artistas, durante a FEIRA DO LIVRO DOUBLE, evento cultural que acontecerá no período de 02 a 08 de março, em São Pedro da Aldeia no RIO DE JANEIRO. A obra literária é organizada e prefaciada pela presidente da literarte, a jornalista, psicanalista e escritora Izabelle Valladares e tem como autoras MULHERES POETISAS, das diferentes regiões do Brasil.

O trabalho é uma grande celebração da força feminina contra os altos índices de feminicídio e que certamente vem colaborar para preencher uma lacuna na produção literária acerca do tema.

Do estado do Piauí participarão ativamente dessa obra, as professoras e poetisas
Eva Graça Maria de Brito, de Alagoinha do Piauí, com o poema:

REBELIÃO NO CÁRCERE

Adentrou sorrateiramente em meu caminho
com promessas de amor, aconchego e carinho,
tal qual ópio em demasia,
mimos que me entorpeciam!
E na imersão das chamas da paixão,
o cupido flechou meu insensato coração,
conduzindo-me a um enlace precipitado,
tortura à vista, rumo a um cárcere privado!
Oh! Estúpido cupido!
Antes, “sonhos, risos, promessas de paraíso”,
agora só me restou, desilusão, pranto e dor!
Oh! Cárcere descomunal,
a violência psicológica tornou-se habitual.
Oh! Quanto pavor, quão inclemente é o ritual!
Oh! Cárcere maldito, sem vez, sem voz,
sem motivos para risos, que desatino!
Rebelo-me, pois não aceito este destino!
Desafio o medo, o conformismo, o previsível,
rompo o silêncio e faço ecoar meu grito,
mas neste cárcere eu não fico!
Promovo aqui uma rebelião,
quebro as algemas da submissão,
viro tudo pelo avesso
pra conquistar a vida que mereço!

( Eva Graça Brito )

 

Solange Roque Veras, cearense, residente em Luís Correia-PI. A poetisa perdeu uma irmã em junho de 2018, vítima de feminicídio e desde então faz parte da luta de combate à violência contra a mulher.

EU, TU, NÓS MULHERES

Sejamos nós a voz que fala
Que clama, reclama, proclama
Que não haja o motivo que cala
E arrasta a mulher para a lama.

Seja eu respeitada onde for
Sejas tu amada como deves
Sejamos nós resistência e amor
A força e a coragem, Mulheres!

Nossa voz mundo afora ecoa
Nossa luta é com dignidade
Nem toda rainha usa coroa
Mostremos nossa capacidade!

De ir além do esperado
De não esperar o desejado
De sermos verdadeiras e únicas
Carpe Diem, apesar do passado…

Não tenha eu sofrido a violência
Não tenhas tu me julgado
Tenhamos nós sonoridade
Com união em cada passo dado.

Foi do sangue que escorreu
De onde veio o maior indício
Da nossa cegueira/surdez
Que a luta precisava ter início.

O roxo e o vermelho
Já não eram “boas cores”
Tanta “queda e escorrego”
Tantas marcas e tantas dores…

Não use eu a venda
Não uses tu a mordaça
Não usemos nós o medo
Levemos o brado à praça!

O fim não pode ser o final
Coragem para cuidar da gente
Fiquemos atentas a cada sinal
Há muita vida pela frente!

Eu, tu, nós, Mulheres
Sofrimento, força e superação
É vida nova que se constrói
Resiliência e amor no coração!

( Solange Roque Veras )

O lançamento acontecerá no dia O8 de março, data que se comemora como o DIA INTERNACIONAL MULHER, durante o PRIMEIRO FÓRUM LITERARTE, apresentado por Isabelle Valladares, com a presença de grandes mulheres, trazendo para o debate a triste realidade do aumento exponencial do Feminicídio no Brasil.

Na ocasião do fórum serão outorgadas para autoridades e personalidades femininas, 10 COMENDAS LUISLINDA VALOIS (Ex-Ministra dos Direitos Humanos) e a honraria será feita através das mãos da própria desembargadora.

Posteriormente a antologia também será lançada em várias cidades de todas as regiões do país. No estado do Piauí, o primeiro lançamento está previsto para acontecer no dia 15 de maio, em Luís Correia, no litoral piauiense.

Por Samuel Nascimento, para a redação do Portal NPM

Deixe uma resposta