Ciro Gomes e Henrique Meirelles vão dividir palanque decidido de última hora em Minas Gerais

0

Candidato do MDB ao governo de Minas Gerais, Adalclever Lopes (de branco, ao centro), terá o apoio do PDT de Ciro Gomes (Twitter @AdalcleverL/Reprodução) (foto em destaque)

Ao menos em Minas Gerais, o PDT, do candidato Ciro Gomes, vai caminhar ao lado do MDB, partido do presidente Michel Temer e que lançou o ex-ministro Henrique Meirelles como candidato ao Planalto. Nesta quarta-feira 29, os pedetistas confirmaram o apoio à candidatura do presidente da assembleia mineira, Adalclever Lopes (MDB), ao governo do estado.

“Vamos trabalhar com os dois candidatos aqui, cada um com seu partido. Mas o nosso principal mote é a eleição ao governo de Minas”, disse o presidente do PDT em Minas Gerais, o deputado federal Mário Heringer

A coligação foi formada de última hora entre os partidos que apoiavam o nome do ex-prefeito de Belo Horizonte Márcio Lacerda (PSB) para o cargo. Sem o apoio do PSB, que fez um acordo nacional com o PT que incluía a retirada da candidatura dele em Minas Gerais, Lacerda desistiu da disputa. Há uma semana, Adalclever, que seria o vice na chapa do socialista, foi confirmado pelo MDB como candidato ao governo.

Faltava definir quem postularia o Senado, já que o Pros, que havia indicado o deputado Jaime Martins para disputar a vaga com o apoio de Lacerda, desistiu de fazer parte do acordo após a substituição do candidato. No evento desta quarta, entre os partidos de Ciro e Meirelles, foi confirmado o nome do deputado estadual Fábio Cherem (PDT) para tentar o Senado.

O evento contou com a presença do ex-governador do Rio Grande do Sul Germano Rigotto, candidato a vice-presidente na chapa do MDB. Ele confirmou o palanque duplo e disse não ver problema. “Isso não acontece só em Minas Gerais, estou muito tranquilo quanto a isso”, disse.

Fonte: Veja

Deixe uma resposta