HUT e bairros de Teresina ficam sem energia, árvores e poste caem durante chuva com ventania

0

Um novo temporal deixou bairros da Zona Sul, Sudeste, Centro e Zona Norte da capital sem energia na tarde desta sexta-feira (11). Os telefones do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ficaram sem funcionar.

A Equatorial disse que a chuva desta tarde causou menos prejuízos que a da semana passada, mas que alguns pontos da cidade ainda estão sem energia por conta de árvores, placas e postes que caíram sobre a fiação. A empresa informou ter feito manobras de transferência de cargas em subestações para evitar mais desligamentos.

Um vídeo mostra o corredor do Hospital de Urgência de Teresina (HUT) no escuro. Segundo a direção, a energia faltou por oito minutos até os geradores serem acionados. Minutos depois, a energia voltou e foi embora novamente. Na segunda vez, a unidade hospitalar ficou 10 minutos sem luz até os geradores funcionarem.

Uma árvore caiu no cruzamento da Avenida João XXIII e com Homero de Castelo Branco, e os motoristas tiveram que subir a calçada. No cruzamento das Avenidas Gil Martins e Barão de Gurgueia, um poste caiu, derrubando fios e um muro de um supermercado.

No bairro São Pedro, parte do teto de uma empresa caiu durante a forte chuva e assustou os funcionários. Ninguém ficou ferido.

Na Avenida Barão de Gurgueia, os vidros de uma concessionária quebraram e o teto de um posto caiu por causa da ventania. Muros e placas também caíram na região.

No Tribunal de Contas do Estado (TCE-PI), parte do estacionamento ficou destruído e os vidros do salão quebraram, alagando toda a área. Na mesma região, no bairro São Pedro, uma árvore caiu próximo ao Centro Administrativo.

Vários semáforos ficaram sem funcionar, deixando o trânsito complicado em toda a cidade. Mais árvores caíram na Avenida Maranhão, deixando alguns trechos interditados.

Chuva comum

Segundo o climatologista Werton Costa, a chuva registrada nesta tarde foi uma pancada isolada, muito comum na chamada pré-estação no mês de outubro. As rajadas de vento chegaram a 35 km/h. Não há previsão de mais chuvas na noite desta sexta-feira.

“É uma pancada isolada e rápida, resultante da combinação do calor e do crescimento repentino da umidade que estava em 65% e as temperaturas de 37 para 38 graus, potencializando essa chuva. Inclusive, nós temos outra nuvem de precipitação na Zona Sul em direção ao Maranhão se formando nesse momento”, explicou.

Sobre o vento que veio acompanhado da chuva, o climatologista contou ter proporções menores que a chuva da sexta passada, que atingiu rajadas de 100 km/h e deixou grandes estragos na cidade. “O vento foi bem mais fraco que semana passada, foram rajadas que são naturais, porque essa nuvem se forma verticalmente de forma rápida”, disse.

Fonte: G1

Deixe uma resposta