Mulher descobre ser ‘presidente da República’ ao ter auxílio emergencial negado

0

Ao ter o auxílio emergencial negado, a desempregada Adeyula Dias Barbosa Rodrigues, de 31 anos, descobriu que tem dois empregos em aberto. Num deles, ocupa o cargo de “presidente da República” pela secretaria de Estado de Educação (Sedu) do Espírito Santo.

A carteira de trabalho digital da mulher diz ainda que ela é auxiliar de secretaria pela prefeitura de Vila Velha.

Segundo ‘A Gazeta’, a mulher chegou a trabalhar na Sedu como cuidadora infantil, mas desde agosto de 2019 seu contrato foi encerrado. Mesmo assim, a Relação Anual de Informações Sociais (Rais), usada na análise do auxílio emergencial, aponta Adeyula como servidora.

Até agora, a desempregada não conseguiu tratar com a Sedu nem com a prefeitura para resolver sobre o vínculo empregatício informado na Carteira de Trabalho Digital, nem o porquê de o seu cargo ser “presidente da República”.

“Ninguém dá um direcionamento do que devo fazer. Eu ligo para o 111 (número do auxílio emergencial) e eles alegam que não tenho direito ao auxílio emergencial”, disse ao site “A Gazeta”.

Clique aqui para ler a matéria completa.

Fonte:180graus

Deixe uma resposta