Na rede pública de saúde do Piauí, falta medicamentos para diabéticos há mais de 40 dias

0

Os pacientes que possuem diabetes e fazem o tratamento na rede de saúde pública do Piauí, em especial na capital, Teresina, reclamam da falta de insulina nas unidades de saúde.

De acordo com a Presidente da Associação dos Diabéticos do Piauí, Jeane Melo, essa situação já dura mais de 40 dias. Aconteceu na segunda-feira (29) uma reunião com o secretário estadual de Saúde do Piauí, Florentino Neto para tratar do assunto. Segundo Jeane Melo, o secretário relatou que foi feita uma compra emergencial que deve chegar parcialmente até sexta-feira (03). Segundo relatado na reunião, é previsto para chegar uma grande quantidade de estoque de insulina até o dia 10 de maio.

Jeane Melo, presidente da Associação dos Diabéticos do Piauí 

Em conversa com a nossa redação, Jeane Melo descreveu:

De forma recorrente passamos por isso. O Piauí tem uma lei estadual sancionada em 2014 que assegura o acesso a medicamentos de ponta para o tratamento da diabetes tipo 1 e 2, é um rol de 21 medicamentos, e nesse momento nós passamos por um sufoco muito grande, com a falta de algumas medicações essenciais, muitas são bastante prescritas, e o tratamento da diabetes como doença crônica é contínuo, imagina o tamanho do transtorno de estarmos há 40 dias sem o medicamento? Aguardamos vários prazos que foram dados para a associação dos diabéticos do Piauí, e então resolvemos fazer um movimento nas redes sociais para sensibilizar e mobilizar a sociedade, ainda estamos sem insulina, mas tivemos uma reunião na segunda-feira com o Secretário de saúde do estado, e houve uma compra emergencial. As consequências para as pessoas que não fazem uso imediato da medicação são muito graves e provocam outras complicações, além disso foi compromissado na reunião ampliar a dispersão dos medicamentos também para outros municípios”, disse.

Reunião com o Secretário Estadual de Saúde do Piauí, Florentino Neto 

A insulina controla o nível de glicose no sangue e os portadores de diabetes precisam do hormônio. Ajuda a reduzir o risco de complicações como cegueira, amputação, insuficiência renal e acidente vascular cerebral (AVC).

Deixe uma resposta