No Piauí, mais de 100 trabalhadores da saúde contraíram Covid-19

0

O Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Saúde Pública do Piauí (SINDESPI) divulgou, nesta sexta-feira (15), balanço com o número de trabalhadores da rede estadual de saúde que já contraíram Covid-19.

A  entidade, que representa várias categorias da saúde do Estado (exceto médicos), fez um painel para acompanhar os casos de Covid-19 entre trabalhadores dos hospitais estaduais em todo o Piauí.

Até esta sexta-feira (15), segundo os primeiros levantamentos, pelo menos  101 trabalhadores da saúde pública do Estado já contraíram o novo coronavírus durante a pandemia.  Entre os infextados estão técnicos em enfermagem, maqueiros, enfermeiros, dentre outros.

A presidente do Sindespi, Geane Sousa, ressalta que os dados são crescentes e mostram o quanto os trabalhadores da Saúde estão vulneráveis. A sindicalista estima que os números podem ser ainda maiores, já que muitos casos não são informados oficialmente.

“Os trabalhadores da saúde, de vários setores, estão se doando, pondo em risco suas vidas. Ainda em março solicitamos o Adicional de Periculosidade de 40% para todos os trabalhadores da saúde nesse período de pandemia, assim como oferecido aos contratados temporários do edital de Chamamento Público da SESAPI. Esses trabalhadores são heróis e mais do que palmas, precisam de reconhecimento e proteção. Estamos acompanhando os casos e muitos nem são informados oficialmente, buscamos informações entre os colegas e recebemos denúncias de vários municípios”, afirma Geane Sousa.

Casos de Covid-19 entre servidores da Saúde Pública do Piauí, segundo o Sindespi:


Hospital Getúlio Vargas – 34
Lacen – 20
Hospital Regional de Picos – 14
Maternidade Dona Evangelina Rosa – 14
Hospital Regional de Piripiri – 04
Hospital Natan Portela – 04
Hospital Infantil – 04
Hemopi – 03
Hospital da Polícia Militar – 02
Hospital Regional de Bom Jesus – 01
Sesapi – 01

Total: 101


Trabalhadores monitorados

A Secretaria de Estado de Saúde (Sesapi)  esclarece que em casos de profissionais de saúdes contaminados com a Covid-19, os hospitais fazem a notificação e o Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (CIEVS) o acompanhamento. Os profissionais passam por uma triagem para verificar a existência de sintomas respiratórios e é indicado o isolamento domiciliar.

 O ambiente de trabalho onde o profissional atua também passa por sanitização.

Izabella Pimentel
Com informações do Sindespi
cidadeverde.com

Deixe uma resposta